Blogagem Coletiva 5ª Fase - Reintegração




Vida
Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.
Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas
que eu nunca pensei que iriam me decepcionar,
mas também já decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
e amigos que eu nunca mais vi.
Amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.
Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
e quebrei a cara muitas vezes!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial 
(e acabei perdendo).
Mas vivi!
E ainda vivo!
Não passo pela vida.
E você também não deveria passar!
Viva!!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é MUITO para ser insignificante.

- Augusto Branco -

Comentários

  1. Oi Bel!!!

    ... e viver tudo isso intensamente, como se ñ restasse mais tempo pra nada...
    Um brinde à vida!!!

    Bjs... :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Bel,
    que magnifico texto. Não conhecia. Mas achei perfeito. Assino em baixo.
    Eu também não me recuso a viver nada. Vivo e aprendo.
    Grata por sua companhia durante estes 5 meses de blogagem. Foi enriquecidor para todos concerteza.
    Quem sabe se não haver surpresa em Agosto? Passa nos blogs da organização no próx mês para saber.
    Beijos.
    Rute

    ResponderExcluir
  3. Olá Bel.

    Seu Blog faz parte de nossa homenagem ao dia do amigo nesse 20 de julho em nossa postagem: Blogando entre amigos. E antecipando as comemorações do dia do Blog. Te convido a participar de uma blogagem coletiva no dia 31 de agosto, com o tema: Blogando entre amigos.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  4. Lindo,Bel!Ótima participação!beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  5. Bel, encontrou um poema que se encaixou perfeitamente a proposta da blogagem. Quem nunca... no fundo, no fundo, somos todos iguais. O importante é saber, que para vencer qualquer desafio e/ou ameaça, você depende de uma e única exclusiva pessoa: você.
    Obrigada por participar da coletiva. Aguarde que teremos novidades!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  6. Oi Bel. Belo poema que escolheu para significar a reintegração:viver.
    bj

    ResponderExcluir
  7. oi Bel...
    me vi em cada linha de tua linda participação....

    Ficou linda...........
    beijos.

    ResponderExcluir
  8. Bel,simplesmente magnífica sua escolha dessa msg!Muito a aprender!Bjs e meu carinho,

    ResponderExcluir
  9. Perfeito Bel,a vida só tem sentido quando passamos por experiências e as compreendemos.
    abraço,=)

    ResponderExcluir
  10. Olá, Bel!
    Grata pela sua visita!
    Também digo como a Bel Freitas, façamos um brinde à Vida! E esse poema que compartilhou é ele mesmo um brinde à Vida!
    Um grande beijinho para você
    Isabel

    ResponderExcluir
  11. Eu já conhecia esse texto e ele é simplesmente ma-ra-vi-lho-so!!!

    Se estamos aqui para viver então, vamos viver, não é mesmo???

    Um ótimo final de semana pra ti!

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  12. Lembro quando esse texto caiu no meu e-mail, logo depois de uma decepção amorosa. Foi mais um estalo para não esquecer de não alimentar magoa alguma e sim aprender com o que foi vivido, para tornar-se melhor por si, pra si, e para os outros.

    excelente final de semana!

    ResponderExcluir
  13. Olá, Bel
    "UMA GOTA DE ORVALHO NA BORDA DO CÂNTARO"

    Extremamente cansada mas reintegrada... cheguei hoje da Missão...
    Sou-lhe grata e a Deus por ter dado tudo certo.
    Obrigada por termos chegado o fim da BCAP.

    "AMAR O OUTRO É RENUNCIAR POSSUÍ-LO, MESMO MORTO".
    Abraços fraternos de paz

    ResponderExcluir
  14. Olá, Bel
    "UMA GOTA DE ORVALHO NA BORDA DO CÂNTARO"

    Extremamente cansada mas reintegrada... cheguei hoje da Missão...
    Sou-lhe grata e a Deus por ter dado tudo certo.
    Obrigada por termos chegado ao fim da BCAP.

    AMAR O OUTRO É RENUNCIAR POSSUÍ-LO, MESMO MORTO".
    Abraços fraternos de paz

    ResponderExcluir
  15. Olá Bel!

    Lindo poema. É difícil quando uma relação chega ao fim, mas isso não implica necessariamente o fim do amor - este somente cambia de forma.

    O comentário do Tony é maravilhoso.

    Gostei desta tua participação: parabéns!
    E obrigada pelo teu comentário no meu blogue.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Bel!
    Que lindos versos em prosa e bem representam a verdadeira reintegração com a vida.
    beijinhos e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  17. Oi Bel!
    Concordo plenamente a vida está aí para ser vivida, não podemos ficar de espectadores e sim de de protagonista!! Uma bela semana pra você, bjs.

    ResponderExcluir
  18. Esse texto é simplesmente maravilhoso!
    Já o conhecia, mas nunca é demais reler...

    Qto ao seu comentário no meu post, concordo plenamente com vc... tbm tive um amor de adolescente e nunca mais o esqueci. Nos separamos... mas como vc mesmo disse, amadurecemos e entendemos melhor agora porque certas coisas não deram certo.

    Beijos, Bel, e ótima semana!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema à boca fechada